Project Description

Fisioterapia

NOS CONHEÇA

Fisioterapia

NOS CONHEÇA

O mundo da Fisioterapia

Os fisioterapeutas do Care trabalham para auxiliar pessoas a controlarem a dor usando várias ferramentas, incluindo educação sobre a dor, estratégias de adaptação, resolução de problemas, exposição gradual ao exercício, higiene do sono e relaxamento.
Esses profissionais irão te fazer compreender como a dor é um sistema de alarme integrado no nosso corpo, acionado com facilidade. Além disso, vão te ajudar a reduzir o medo associado à dor e a explorar estratégias de longo prazo para aumentar a confiança, através de envolvimento em atividades que se tornaram ameaçadoras ou dolorosas.
Como a fisioterapia ajuda no controle e alívio da dor?
A fisioterapia ajuda as pessoas com dor crônica a desenvolverem as competências que necessitam para gerir e assumir o controle da sua condição, aumentar a sua atividade física e melhorar a qualidade de vida.

O diagnóstico fisioterapêutico, conhecido como cinético-funcional está concentrado na identificação e levantamentos das disfunções do movimento humano. Essas disfunções podem ser acompanhadas de diagnósticos clínicos/médicos (lesões, patologias, doenças) ou não. Sendo assim, ele pode ser um diagnóstico independente ou dependente do diagnóstico médico. O centro do tratamento do fisioterapeuta acaba sendo a função e a funcionalidade e não a doença em si. No CARE, utilizamos como base do diagnóstico fisioterapêutico a CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade), sempre descrevendo quando existir os elementos (Estrutura – Função/ Atividades/ Participação/ Fatores ambientais e Fatores Pessoais).

É um recurso fisioterapêutico que utiliza exercícios com o objetivo de melhorar ou manter a função do sistema musculoesquelético, promovendo alívio da dor e outros benefícios como o aumento da força e resistência muscular, da amplitude de movimento e melhora da funcionalidade. Para isso, são utilizados exercícios de alongamento, fortalecimento, propriocepção, exercícios aeróbicos e métodos como: Exposição Gradual ao Movimento, Treinamento Funcional, Pilates, Facilitação Muscular Proprioceptiva (PNF), entre outros.
Aspectos da prescrição de exercícios como frequência, modalidade e dose são definidos levando em conta os objetivos, capacidades e limitações de cada paciente. Os exercícios terapêuticos podem ser indicados para todos os pacientes e possui o maior nível de evidência científica no tratamento da dor atualmente, auxiliando não apenas no controle, mas também na prevenção.
.

Técnica utilizada de forma ativa, na qual ocorre um trabalho corporal aumentando a flexibilidade, melhorando a função da coluna vertebral de forma ativa e recrutando músculos posturais que estejam em disfunção. Tem os princípios de autocrescimento e expiração fluida e são aplicados na posição mais alongada do corpo.

.

Técnica da Fisioterapia que tem o objetivo de reequilibrar os músculos, melhorar a postura e dores no sistema músculo esquelético. Trata os problemas musculares e posturais que geram o desconforto e a dor, de forma globalizada e individualizada. Essa técnica é constituída de 8 posturas que são aplicadas pelo fisioterapeuta. As sessões são realizadas 1 a 2 vezes por semana com duração de 1 hora, de forma bem ativa. Esse método melhora a flexibilidade muscular, diminui as dores e, consequentemente, corrige os desvios posturais.
Por isso, se você sente algum tipo de dor, procure o Centro Avançado de Reabilitação, Educação e Tratamento da Dor – Care Clinic – onde você encontrará uma equipe multidisciplinar e preparada para controlar por completo a sua dor.

.

Biofeedback é um recurso da terapêutico que utiliza tecnologia de ponta, visando a diminuição da dor através do reequilíbrio de funções corporais. Dentre as várias modalidades de biofeedback, as que apresentam melhores respostas para a dor são as que trabalham com o reequilíbrio da musculatura que está tensionada (biofeedback eletromiográfico) e os que buscam a diminuição das respostas corporais ao estresse (como por exemplo o biofeedback de temperatura, respiração, frequência cardíaca, sudorese e ondas cerebrais).

 

Nesta técnica, sensores específicos são conectados ao paciente, que visualiza na tela do computador as alterações corporais que estão ocorrendo, como por exemplo, o grau de tensão da musculatura que apresenta dor. Através dessa visualização (que pode ser um gráfico, imagem ou algum sinal auditivo), o paciente busca voluntariamente a adequação dessa função que está sendo monitorada (ex.: relaxamento do músculo que está tenso). Com o aprendizado, essa musculatura torna-se cada vez menos tensa e volta para os níveis normais, consequentemente diminuindo a dor.

 

As indicações do tratamento com biofeedback são dor que tem como causa ou agravante o desequilíbrio muscular, como: cefaleia tensional, cefaleia cervicogênica, cervicalgia e lombalgia; e para dor associada a respostas corporais ao estresse como a enxaqueca.

 

O grande diferencial do biofeedback, é que é um tratamento que não utiliza medicamentos para obter resultados. O paciente desenvolve a capacidade de controlar suas funções fisiológicas de forma consciente e reequilibra seu estado corporal sem a necessidade do uso de remédios.

Você merece todo esse cuidado !!!

Venha tomar um café conosco e conheça esse tratamento chamado Fisioterapia

CONHEÇA